(Foto: Reprodução)

“Checar uma informação tornou-se tão importante quanto lavar as mãos.” Essa foi uma declaração do diretor sênior de Segurança Alimentar e Nutricional para a ONU, Sridhar Dharmapuri. Durante a pandemia da covid-19, a disseminação de desinformação tem se tornado muito comum. Notícias falsas ou fake news prejudicam a reputação de pessoas e espalham ódio e preconceito. Além disso, espalhar boatos pode até mesmo dificultar a sensibilização quanto ao uso de máscaras, o distanciamento social e a vacinação.

O artigo “Como se proteger de informações falsas”, disponível no site oficial das Testemunhas de Jeová, o jw.org, traz sugestões práticas que ajudam as pessoas a não se deixarem influenciar por notícias enganosas e teorias da conspiração. Entre essas dicas destacam-se:

-Não acredite em tudo o que você vê ou ouve
-Avalie a fonte e o conteúdo
-Seja guiado pelos fatos, e não por suas preferências
-Interrompa a circulação de desinformação

Não é sábio acreditar em tudo, mas isso não significa não acreditar em nada. Um antigo provérbio diz que a pessoa esperta olha bem onde pisa. Ter uma mente aberta, mas agir com cautela condu-zirá a pessoa a atitudes equilibradas. É importante filtrar bem os conteúdos, por analisar a fonte da informação antes de postar nas redes sociais.

Fonte: Site JW.ORG