(Foto: Divulgação)

A âncora de um telejornal da emissora NBC KJRH, nos Estados Unidos, deixou espectadores e equipe de produção preocupados ao dar sinais de que estava sofrendo um derrame ao vivo. Julia Chin começou a ter problemas para ler o teleprompter enquanto apresentava as matérias.

Chin mostrava um material sobre um lançamento da Nasa quando começou a enrolar as palavras. Levada às pressas ao hospital, ela descobriu o início de derrame.

“Meus médicos acreditam que tive o início de um derrame ao vivo no ar no sábado de manhã. Alguns de vocês testemunharam em primeira mão, e sinto muito pelo que aconteceu”, escreveu ela em uma publicação do Facebook.

SINTOMAS

Segundo ela, o primeiro sintoma do problema foi a perda da visão parcial de um olho, ainda que antes ela tenha se sentido bem.

“Um pouco depois, minha mão e meu braço ficaram dormentes. Então, eu sabia que estava com um grande problema quando minha boca não falava as palavras que estavam bem na minha frente no teleprompter”, explicou na postagem.

Ao vivo, Chin precisou ser rápida para passar o comando ao meteorologista Annie Brown para uma atualização do tempo. Apesar disso, não conseguiu retornar ao ar para continuar a apresentação.

“Ainda há muitas perguntas e muito para acompanhar, mas a conclusão é que eu deveria estar bem”, disse ela, que passou por uma série de testes no hospital e já foi liberada da internação.

Fonte: Diário do Nordeste