Após o acidente que aconteceu na Véspera de Natal na Localidade de Quixoá dos Lopes, onde vitimaram mãe e filha que foram atropeladas por um carro, o condutor do veículo se apresentou na Delegacia e foi ouvido.

Segundo o inquérito policial, Cristiano Pereira Viana relatou ao Delegado plantonista, Dr. Agenor Freitas de Queiroz, que estava conduzindo seu veículo com aproximadamente 60 km/h e que teria cruzado com uma moto com farol alto e teria ficado sem visibilidade e que tinha bebido duas cervejas e que não estava embriagado. Segundo Cristiano, ele teria fugido do local porque a população estava querendo linchá-lo. “Eu ainda levei um murro no queixo” – Disse Cristiano.

Cristiano foi ouvido e liberado em seguida.